Informa-se os viajantes portugueses para Espanha que, de acordo com o Diário Oficial da Galiza de ontem, existe limitação de circulação em toda a Galiza até, pelo menos dia 7 de janeiro às 00h00, tendo sido definidas algumas áreas, das quais não se pode sair nem entrar, mas em cujo o interior se pode circular, a saber:

a) municípios de A Coruña, Culleredo, Arteixo e Cambre.

b) municípios de Pontevedra, Marín e Poio.

c) municípios de Vigo, Mos, Nigrán, Gondomar, O Porriño e Redondela.

d) municípios de Sanxenxo e O Grove.

e) municípios de Santa Comba, Mazaricos e Negreira.

f) municípios de Vimianzo, Camariñas e Zas.

g) municípios de A Guarda, Tomiño e O Rosal.

h) municípios de Noia e Lousame.

i) municípios de Verín, Monterrei, Cualedro e Castrelo do Val.

Para além destas, as zonas dos seguintes municípios ficam também com acesso restringido: Sarreaus, Porto do Son, Cangas, Boiro, A Rúa, Moaña, Tui, Vilalba, Cambados, Ferrol, Santiago de Compostela, Ribeira, Bueu, Baiona, Soutomaior, Meaño, Dumbría, Narón, A Illa de Arousa, Fisterra, Vilagarcía de Arousa, Rianxo, Viveiro, Carral, A Pobra do Caramiñal, Xove, Muros, Xinzo de Lidia, Outes e Barro.

No dia 6 de janeiro (Dia de Reis, feriado em Espanha), entre as 6h00 e as 23h00 não se aplicarão estas restrições à mobilidade, desde que a deslocação implique a visita de familiares com residência habitual nesses municípios.

Foi também decretada a limitação do número de pessoas no espaço público a um máximo de quatro, exceto se se tratar de pessoas conviventes ou para atividades profissionais, institucionais, empresariais, sindicais, educativas e académicas, de representação e de desporto, nos seguintes municípios: Ferrol, Vigo, Mos, Nigrán, O Porriño, Gondomar e Redondela, Vilagarcía de Arousa, A Rúa, Pontevedra, Marín e Poio, Cangas, Meaño, Dumbría, Vimianzo, Camariñas e Zas, Sarreaus, A Illa de Arousa, Outes, Fisterra, Santa Comba, Mazaricos e Negreira, A Guarda, Tomiño e O Rosal, Ribeira, Sanxenxo e O Grove, Tui, Barro, Rianxo, Vilalba, Bueu, Porto do Son, Baiona, Cambados, Boiro, Noia e Lousame, Verín, Monterrei, Cualedro e Castrelo do Val, Viveiro, Carral, A Pobra do Caramiñal, Xove, Muros, Xinzo de Limia.

Caso haja no grupo pessoas conviventes e não conviventes, o limite máximo continua a ser de quatro.

As pessoas que tenham estado num território ou país de incidência alta de COVID-19 nos últimos 14 dias, deverão, como até aqui, continuar a registar-se, no prazo máximo de 24h da sua chegada à Galiza, na página criada para o efeito: https://coronavirus.sergas.gal/viaxeiros/

Mais informações em: https://coronavirus.sergas.gal/?idioma=es

  • Partilhe